Bachata

O que é Bachata?

A Bachata é um estilo de dança originário da República Dominicana. Atualmente é dançado por todo o mundo, ainda que em várias variantes. Neste artigo vamos contar-lhe tudo o que precisa de saber sobre as origens da Bachata!

Introdução

A Bachata básica começa com três passos, um movimento de anca, seguindo-se um toque de pé que inclui um movimento da anca na 4ª batida. Os joelhos devem ser estar ligeiramente dobrados para que o bailarino possa mover a anca mais facilmente. O movimento das ancas é muito importante porque é parte da alma da dança. Na Bachata, a maioria do movimento é da metade inferior do corpo, sendo que o tronco e move muito menos.

 

Quando dançada a pares, quem lidera pode decidir se deve atuar em posição aberta ou fechada. Os movimentos de dança, dependem fortemente da música (tendo em conta os ritmos dos diferentes instrumentos), configuração, humor e interpretação. Ao contrário da Salsa, a Bachata geralmente não inclui padrões de voltas complexas. A liderança é feita exatamente como na maioria das outras danças sociais, com uma comunicação de mão e braço “empurra e puxa”. A comunicação é mais facilmente transmitida quando a maior parte do movimento é realizada da cintura para baixo: ou seja, ancas e pés.

A Bachata é considerada por muitos uma dança muito sensual. Ainda que possa parecer, não é isso que se pretende transmitir. A Bachata é uma dança a par, para expressar os sentimentos que alguém tem pela outra pessoa. Acredita-se, que quanto mais simples e com frequência as ancas são usadas ​​e movidos, mais sentimentos se transmite. Por isso, muitas vezes a bachata é uma espécie de “dança de acasalamento”: se foi selecionado para uma dança de bachata, você foi escolhido como companheiro; duas danças com o mesmo parceiro, “selam o negócio”.

 

Na sua conceção original, a sequência de dança básica é uma contagem total de 8 com um movimento em quadrado. Ao sair da República Dominicana, começou a desenvolver-se um padrão mais simples, também com uma contagem completa de 8, mas com um movimento de lado a lado. Ambos os estilos consistem em 3 passos normais e depois num passo de toque. O toque é frequentemente acompanhado de um “pop” das ancas e às vezes é substituída por sincopações (passos entre os batimentos – alguns semelhantes aos passos cha-cha-cha). A música de Bachata marca o ritmo a cada quarta contagem. A direção da dança muda após o toque ou no quarto passo.

Tudo sobre música Bachata

 

Considera-se que a primeira bachata tem origem na República Dominicana na primeira metade do século XX.  José Manuel Calderon gravou aquela que é considerada a primeira canção de Bachata, “Borracho de amor”, em 1962. O género misturou o bolero com elementos africanos e com a tradição de canto do trovador comum na América Latina. Durante a maior parte de sua história, a Bachata foi desconsiderada pela elite dominicana e associada ao subdesenvolvimento rural e ao crime. Posteriormente, na década de 1980, a bachata era considerada vulgar, grosseira e musicalmente rústica para ser transmitida na televisão ou rádio na República Dominicana. Na década de 1990, no entanto, a instrumentação de bachata mudou de corda de nylon, guitarra espanhola e maracas de Bachata Tradicional para a corda de aço elétrico e a guira de Bachata Moderna. Mais recentemente, a Bachata transformou-se novamente com a criação de estilos Urban Bachata por bandas como Monchy y Alexandra e Aventura. Estes estilos modernos de bachata tornaram-se um fenómeno internacional, e hoje a bachata é um dos estilos mais populares de música latina, ultrapassando nalguns casos a salsa e o merengue em muitas salas de dança latino-americanas.

 

Instrumentações

 

O grupo típico de bachata é composto por sete instrumentos: requinto (guitarra principal), segunda (guitarra rítmica), guitarra elétrica, guitarra, baixo, bongos e güira. A Segunda existe para acrescentar sincopação à música. Os grupos de Bachata tocam maioritariamente um estilo de bolero direto (a instrumentação de guitarra principal usando cordas repetitivas arpegadas é uma característica distintiva da bachata), mas quando mudam para a bachata baseada em merengue, o percussionista muda de bongo para tambor. Nas décadas de 1960 e 1970, as maracas eram usadas em vez de güira. A mudança na década de 1980 das maracas para a güira, mais versátil, ocorreu com o aparecimento de um tipo de Bachata mais dançável.

 

História da música

 

As primeiras bachatas dominicanas surgem imediatamente após a morte de Trujillo, cuja ditadura de 30 anos foi pautada por uma apertada censura. José Manuel Calderón é creditado como tendo gravado os primeiros singles de bachata: (“Borracho de amor” e “Que será miado”) lançado em 45 rpm em 1961. Após a morte de Trujillo, contudo, as comportas abriram-se e a bachata explodiu: após a bachata histórica de Calderón seguiram-se muitas mais gravações de pessoas como Rodobaldo Duartes, Rafael Encarnacion, Ramoncito Cabrera El Chivo Sin Ley, Corey Perro, Antonio Gómez Sacero, Luis Segura, Louis Loizides, Eladio Romero Santos, Ramón Cordero e muitos mais. A década de 1960 assistiu assim ao nascimento da indústria da música dominicana e da música bachata que a dominaria.

Enquanto que as bachatas da década de 1960 tinham um sabor muito dominicano, eram consideradas na época como uma variante de bolero, já que o termo bachata, que originalmente se referia a uma festa informal no campo, ainda não havia entrado em uso. Este termo foi aplicado pela primeira vez à música de forma depreciativa por aqueles que quiseram ridicularizar a bachata. A alta sociedade dominicana sentia que a bachata era uma expressão de atraso cultural, e uma campanha foi feita para colar uma imagem negativa à Bachata.

 

Os anos 70 foram uma época negra para a bachata. A música raramente era tocada na rádio e quase não aparecia na televisão e na imprensa. Bachateros foram impedidos de atuar em locais de alta sociedade – tendo que se contentar com concertos em bares e bordéis nos bairros mais pobres do país. Apesar da censura não oficial, a bachata permaneceu amplamente popular, continuando a superar o merengue.

 

No início dos anos 80, a popularidade de Bachata já não podia ser negada, acabando por aparecer nas rádios e televisões. Nesta época a Bachata, começou a assumir um som mais dance-hall: os tempos aumentaram, o jogo de violão tornou-se mais pungente, e as chamadas e as respostas prevalecentes. Blas Durán foi o primeiro a gravar com guitarra elétrica em 1987, “Mujeres hembras”.

No início da década de 1990, o som foi modernizado e a cena de bachata foi dominada por duas novas estrelas novas: Luis Vargas e Antony Santos. Ambos incorporaram um grande número de bachata-merengues nos seus repertórios. Eles foram a primeira geração de artistas pop bachata. Foi também nesta época que a bachata começou a surgir internacionalmente.

 

No início do século XXI, o grupo Aventura leva a bachata imaginada por Juan Luis Guerra a novas alturas. Dirigidos pelo vocalista Anthony “Romeo” Santos, eles revolucionaram e modernizaram o genero. Hoje, paralelamente à Bachata, os generos de fusão surgiram em países ocidentais como os EUA, combinando alguns dos elementos rítmicos da música Bachata com elementos da música ocidental, como Hip Hop, R & B, pop, techno e muito mais.

Estilos de Bachata

Original / Dominicano

O estilo original vem da República Dominicana, de onde o estilo é originário e tem muitas semelhanças com o bolero. Os Passos básicos de Bachata que se deslocam dentro de um pequeno quadrado (lado, lado, frente e lado, lado, costas) também são inspirados no Bolero, mas modificados ligeiramente dependendo do humor dos bailarinos e da personagem da música. A colocação da mão varia com a posição dos dançarinos, que pode ser muito próxima ao semi-fechado para abrir.

 

A Bachata Dominicana Original é hoje dançada em todo o Caribe, agora mais rápida de acordo com a música mais rápida, adicionando mais trabalho de pés e voltas, combinados com movimentos de estilo livre e com alternância entre fechado (romântica) e posição aberta (mais jogo brincalhão, turnos / figuras, etc.). Este criado no final dos anos 50 ainda está a evoluir.

 

Tradicional

 

Algures entre o final da década de 1980 e início da década de 1990, as escolas de dança começaram a usar um padrão mais lado a lado. Os passos básicos deste padrão movem-se de lado a lado, mudando de direção após cada toque. As características deste estilo são a estreita conexão entre parceiros, movimentos suaves da anca e toque com um pequeno “pop” da anca no 4º passo (1, 2, 3, Toque / Anca).

 

Moderno / Moderna

 

Um estilo de fusão mais recente provavelmente – anos 2000. Este estilo é considerado como tendo origem em Espanha. O passo básico é o mesmo da Bachata de Estilo Tradicional, mas com elementos de Salsa, Tango, Zouk, etc adicionais. Neste estilo os casais movem mais os seus torsos e colocam maior ênfase no pop da anca enquanto que as mulheres usam movimentos de anca mais exagerados. Há também um estilo urbano moderno ainda mais recentem que incorpora elementos Hip Hop, mas este estilo basicamente também tem a mesma base técnica do estilo moderno.

 

Bachata Sensual

 

A Bachata Sensual foi popularizada em Espanha. Bachata Sensual é uma mistura entre dança e teatro com rigorosos princípios de seguimento e liderança. A dança é uma interpretação da música com movimentos principalmente circulares e ondas corporais, exceto quando a música tem batimentos mais fortes.

 

Fusion Bachata

 

O Fusion Style desenvolveu-se no Ocidente, apenas para danças de competição, com movimentos de anca muito amplos e muito elementos de outras danças de salão. É usado predominantemente em concursos. O passo básico é baseado no Tradicional.

 

Outros estilos

 

Existem “muitos outros estilos” de Bachata promovidos por diferentes professores em todo o mundo, cada um com seu próprio toque distinto. Se estes são considerados estilos completamente diferentes ou simplesmente variações dos principais estilos acima, caberá ao leitor decidir.

 

E agora? Que estilo quer aprender? Consulte a nossa lista das melhores escolas de dança de bachata!