Salsa

Origem da salsa

A Salsa é uma dança que surgiu em Cuba nos anos 60 e que se destaca por ser uma mistura de estilos, géneros e passos influenciados por diferentes países e danças. O nome dado a esta dança de ritmo envolvente e sensual, significa literalmente “tempero” ou “mistura” em Castelhano.

É caracterizada pela vasta mistura de músicas caribenhas e pela influência de danças como o mambo, o cha-cha-cha e a rumba cubana.

Ainda hoje, a salsa continua a absorver outros sons tais como o jazz. Assim, é de esperar que existam várias formas de dançar salsa, dependendo do país onde se estiver, pois sendo ela uma dança com muita liberdade de movimentos e também algum improviso, levou com ela cada vez mais influências dos países e povos onde passava.

A salsa como é conhecida hoje, foi oficialmente apresentada pela primeira vez em Nova-Iorque na década de 70. De Nova-Iorque para o resto do mundo, foram poucos passos.

Estilos de Salsa

Embora seja dançada de forma diferente de país para país e de continente para continente, a salsa guarda contudo algumas características muito próprias: é realizada sempre em par ao som dos seus ritmos de percussão rápidos e complicados com cerca de 180 batidas por minuto, piano e mais do que uma voz.

Pode ser dançada de várias formas, conforme o país onde se está. Grande parte dos estilos pode ser dançada de dois modos diferentes, conforme a sua sincronia com a música: no modo “no 1” ou “no 2”.

 

Para compreender qual a diferença entre estes dois modos, é importante saber que em qualquer música salsa, podemos sempre contar os tempos: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8 ao longo de toda a música seguindo o ritmo e alinhando com os instrumentos musicais e a letra.

  • “Salsa no 1” – É o modo mais dançado em Espanha. Adquiriu esse nome porque no tempo 1, o homem dá um passo para a frente com o seu pé esquerdo enquanto a mulher, por sua vez, dá um passo para trás com o pé direito.
  • “Salsa no 2” – O passo base é o mesmo mas a diferença é que o cavalheiro vai com o pé esquerdo à frente no tempo 2, e por sua vez a mulher vai com o seu pé esquerdo para trás no tempo 2 também.

 

  • Salsa Cubana

Também chamada de salsa casino. A salsa cubana é o estilo mais próximo das suas origens e é também a mais dançada, por ser de mais fácil execução.

A distribuição dos passos é circular e é dançada de forma mais livre comparada com a salsa em linha. É irreverente, descontraída, sensual e é também caracterizada pelos giros tanto dos homens quanto das mulheres.

Apesar dos giros e voltas, as mulheres permanecem a maior parte do tempo seguras bem próximas do seu par na salsa cubana. Esta pode ser dançada “no 1” e/ou “no 2”.

 

  • Salsa em linha

A Salsa em linha nasceu nos Estados-Unidos e como o nome indica, é dançada numa linha reta imaginária e com movimentos mais estruturados do que aqueles vistos no estilo cubano.

É caracterizada por passos muito marcados e por giros rápidos. Normalmente, destaca-se a mulher pelos seus movimentos de mãos e pelas figuras que realiza.

 

  • Salsa Estilo New-York

Geralmente, o estilo New-York é dançado “no 2” numa elipse, estando os dançarinos a olharem um para o outro, olhos nos olhos a grande parte do tempo e num pequeno espaço. Este tem uma forte influência da “disco mania” do final dos anos 70.

Foi Eddie Torres, “O rei do Mambo” quem popularizou este estilo de salsa. O estilo New-York tem ainda influências do mambo e do estilo porto-riquenho.

Uma das principais características deste estilo, é a grande frequência dos shines (em que o casal dança separado e faz movimentos independentes).

 

  • Estilo Los Angeles

O estilo Los Angeles ou estilo LA é geralmente dançado em linha e “no 1”. É o estilo mais comum de salsa Americana e caracteriza-se por movimentos com viradas rápidas e lançamentos de mãos. Este estilo tem também influências de Jazz.

 

  • Estilo de Puerto Rico

É semelhante ao estilo Nova-York mas é menos explosivo e conta ainda com um maior jogo de ombros e de pés, característico deste estilo.

É geralmente dançado “no 2” mas também pode ser dançado “no 1”.

 

  • Estilo Venezuelano

Originário dos subúrbios de Caracas, este estilo de salsa é mais relaxado e sensual que os restantes. É caracterizado pelo grande número de giros que a mulher faz agarrando a mão do parceiro.

 

  • Salsa Colombiana (Caleña)

Teve origem na cidade de Cali e é também conhecida por salsa Caleña. Caracteriza-se pelos seus rápidos movimentos de pés e é também por isso a mais difícil de se aprender.

Ocasionalmente, também se incorporam neste estilo figuras acrobáticas. Não tem movimento de troca de lado e é dançada de uma forma mais fechada, com as cabeças tocando-se em alguns casos.

 

  • Estilo Miami

No estilo Miami, os dançarinos quase nunca seguram na cintura; sempre nas mãos sem usar os polegares.

Este estilo caracteriza-se também pelo trabalho de braços. É uma dança principalmente de casal e há muito poucos shines.

 

  • Estilo Roda de Casino

É uma forma de dançar Salsa em que vários casais formam uma roda e todos interagem e fazem o mesmo movimento. Surgiu em Havana na década de 60 com o grupo Guaracheros de Regla e tornou-se popular em Miami.

Neste estilo, um dos dançarinos é responsável por dizer o nome dos movimentos em voz alta ou com gestos, para que todos executem ao mesmo tempo.

 

Principais cantores de música salsa

Qualquer bom cantor de música salsa, reúne três características essenciais:

Tem uma boa voz, uma boa capacidade de improviso e é capaz de adaptar a voz e o improviso a qualquer tipo de melodia.

Destacamos aqui alguns nomes populares de música salsa:

 

  • Célia Cruz, Cubana nascida em 1925 e falecida em 2003, era também conhecida como “El Reina de la Salsa” (A rainha da salsa). Alguns dos seus êxitos são: Gracia Divina (1972), Ritmo, tambó e flores (1959), Burundanga (1956), Quimbara (1974).

  • Oscar D’Léon, Venezuelano nascido em 1943. Alguns dos seus êxitos são: Llorarás (2001), Sigue tu caminho (1975), Mi bajo y vo (2000), Me voy pa’ Cali (2000).

 

  • Hector Lavoe, Porto-riquenho nascido em 1946 e falecido em 1993, é um dos ícones da música salsa. Alguns dos seus êxitos são: El cantante (1978), Triste e vacia (1983), Mi gente (1975), Dia de suerte (1973).

 

  • Ismael Miranda, Porto-riquenho nascido em 1950, é também conhecido como “El niño bonito de la salsa” (O menino bonito da salsa). Alguns dos seus êxitos são: Me voy ahora (2001), La cama vacia (1974), Abran paso (1972), Dame la mano Paloma (1999).

 

  • Willie Colón, Norte-americano nascido em 1950, também é conhecido por “El Malo” (O vilão). Alguns dos seus êxitos são: Sin poderte hablar (1979), Oh qué será? (1981), Gitana (1984), Amor Verdadero (1981).

 

  • Tito Rojas, Porto-riquenho nascido em 1955, também era conhecido como “El gallo salsero” (O galo da salsa). Alguns dos seus êxitos são: Siempre seré (1990), Condéname a tu amor (1992), Quiero ser tuyo (1993), Es mi Mujer (1997).

  • José Arroyo, Colombiano nascido em 1955 e falecido em 2011, era também conhecido como “El Joe” (O Joe). Alguns dos seus êxitos são: Echao Pa’lante (1987), La noche (1988), La mini mini (1999), Ban ban (1986), Ella y tu (1997).

 

  • Eddy Santiago, Porto-riquenho nascido em 1955, alguns dos seus êxitos são: Todo empezó (1987), Tu me quemas (1986), Lluvia (1987), Tu me haces falta (1988).

 

  • Frankie Ruiz, Porto-riquenho nascido em 1958 e falecido em 1998. Também era conhecido como “El papa de la salsa” (O pai da salsa). Alguns dos seus êxitos são: Tu con El (1985), Mi Libertad (1992), Nunca te Quedas (1993), Lo dudo (1996).

 

  • Willie González, Porto-riquenho nascido em 1958 é também conhecido como “El Amo y Señor de la Salsa sensual” (O mestre e senhor da salsa sensual). Alguns dos seus êxitos são: Amantes cobardes (1989), Pequeñas cosas (1992), Si Supiera (1992), Amor pirata (2006).

  • Gilberto Santa Rosa, Porto-riquenho nascido em 1962, também é conhecido como “El Caballero de la Salsa” (O cavalheiro da salsa). Alguns dos seus êxitos são: Perdóname (1990), Sombra loca (2004), Conteo regresivo (2003), Consciencia (1991).

 

  • David Pabón, Porto-riquenho nascido em 1964, é conhecido pela sua música salsa sensual. Alguns dos seus êxitos são: Como lo haces conmigo (1991), Por instinto (1993), Cuando bailas (1993), Aquel viejo motel (2001).

 

  • Mark Anthony, Norte-americano nascido em 1968, alguns dos seus êxitos são Dímelo (1999), y Hubo Alguien (1997), mi gente (2007), vivir lo nuestro (1994), y como es el (2010).

  • Maelo ruiz, Porto-riquenho nascido em New-York em 1966, alguns dos seus êxitos são: Te va a doler (2003), Juegate a la suerte (2003), No te quites la ropa (2006), Atrévete (2005), Si supieras (2006), Vicio (2006).

 

  • Jerry Rivera, Porto-riquenho nascido em 1973, começou por ser conhecido como “El bebé de la Salsa” (O bebé da salsa). Alguns dos seus êxitos são: Esa niña (1990), Nada sin ti (1990), Cuenta conmigo (1992), Me estoy enloqueciendo (1994).

 

E agora? Já estás convencido para aprender a dançar Salsa? Consulta a nossa lista das melhores escolas de dança de Salsa!